Muse no Rock in Rio, Lisboa 2010

Lembro-me de ter começado a ouvir as primeiras canções dos Muse nos cd’s que publicações como o New Musical Express, o Melody Maker ou a revista Q ofereciam nas suas edições. Inexplicavelmente foi uma banda que nunca conseguiu cativar a minha atenção. Alguns anos antes, início da década de 90, tornei-me fan de uma outra banda, cujo nome se pronuncia de forma algo semelhante, os Moose, injustamente conotados com o movimento shoegazer, não que haja algo de pejorativo nessa caracterização, mas apenas porque a criatividade da sua música tornava-os algo indefinidos.Surpreendeu-me a súbita popularidade dos Muse entre os portugueses, que talvez tenha culminado com a sua actuação no Rock In Rio 2010. Cerca de 83 000 pessoas vibraram com o concerto, segundo a imprensa. Se a estatística fosse infalível eu estaria errado quanto aos Muse. Mas nunca se deve confiar em multidões e eu continuo fiel aos Moose. Os outros é que estão errados. Felizmente.

Esta entrada foi publicada em moose, muse, rock in rio 2010. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s